Monday, May 15, 2006

Ancestrais - Ulhôa Cintra

Quando cheguei em Pittsburgh no Sabado, notei em cima da mesa dois albums velhos de fotografia. Quando fui ve-los, nem acreditei! Um era de fotos do meu pai quando era bebe e criança (feito por minha avó) e outro era de fotos dela, do meu avô, seus pais, e seus avós. Voces não tem ideia de como sou fascinada por isso, por meus ancestrais!

Meu avô escreveu um livro traçando a linhagem do nome “Ulhôa Cintra” e publicou algumas versoes – só pra familia mesmo. Eu tenho um caindo aos pedaços aqui em casa, ja todo amarelo, mas que não deixo ninguem encostar a mão. E’ um tesouro pra mim, ainda mais que nao tive a oportunidade de conhecer meu avô direito (ele morreu quando tinha uns 6 ou 7 anos), nem conversar com ele sobre essas coisas. Ele fez muita pesquisa, viajou mundo a fora, conheceu primos de trigesimo grau, facinante! E ver algumas dessas pessoas no album foi o maximo! Deu pra relatar nome com a foto.

O que ajudou mais ainda foi meu pai e minha tia contarem estorias de cada um, como os casais se conheceram, qual eram suas personalidades, profissoes, etc... Como voces podem ver nessas fotos minhas que coloquei aqui, eu tenho um furinho no queixo. Meu pai e minha tia tb tem o mesmo furinho. E ate dei um gritinho quando vi pela primeira vez, uma foto da mãe do meu avô, super novinha, ao lado de suas varias irmãs, todas com o mesmo furinho no queixo, inclusive a sua avo’ (minha tatataravo’ - nossa)!

Parece bobeira, mas foi super interessante ver da onde veio esse meu furinho e quase todas as meninas tinham um (sua mãe devia ter tido uns 8 filhos – tenho que ver a foto de novo). Nem sei como minha avó deixou meu pai trazer esses albuns, ela e’ igual a mim, nao me desgrudo dessas coisas. Mas não vou poder rouba-lo senao ela morre (eu tambem morreria), mas vou escanear todinhas e fazer um web site sobre minha familia, e sobre meu nome (que mesmo casada ainda o manti).

Ai, eu posso ficar falando sobre isso durante um tempão, mas o interesse seria somente àqueles da familia (pode deixar que vou montar esse sites pra voces). E quero tambem continuar o livro do vovô que se me lembro corretamente, uma das versoes terminou com meu nome. Tenho que checar isso.

4 comments:

Mila Viegas said...

Isso tudo é realmente muito interessante. Falamos mais sobre isso por mail.
Beijocas

Crica said...

É fascinante sabermos exatamente de onde viemos...
Muito linda essa história...
Beijos!

Anonymous said...

Lucia,

Pesquisando na web s antepassados Ulhoa Cintra, encontrei seu recado s livro do seu avô. Estou traçando genealogia do meu avô, Ismael Dias da Silva, q minha mãe garante q é parente dos Ulhoa Cintra, pelo ramo do barão do Tietê. Se for possível, entre em contato comigo. PS: escrevo hj, 30/07/2008, sendo q sua msg é de 2006!. Tomara q vc esteja ainda aí!

Abs.

Guilherme de Moura Azevedo
guimazevedo@hotmail.com

Patrícia Bonito said...

Olá,
minha bisavó era Esther de Ulhoa Cintra. Eu tb estou pesquisando a nossa história se a gente puder trocar informações eu ficaria bem feliz.
beijinhos