Wednesday, December 28, 2011

19 anos...

Hoje fazem 19 anos que deixei a minha vida no Brasil pra tras. Mal da pra acreditar como o tempo voa e como eu mudei! A Lucia da epoca nao reconheceria a Lucia de hoje e estou curiosa pra ver como vai ser daqui ha mais uns 19 anos...

A Lucia da epoca nao tinha planos... ia vivendo (e perdendo tempo). A Lucia de hoje tem metas definidas a alcancar. Estou realmente curiosa pra ver onde essas decicoes e acoes que estou tomando agora vao me levar no futuro.

Ao mesmo tempo que esses 19 anos parecem me separar tanto daquela epoca, daquela vida que tinha que se foi pra sempre, eu ainda me vejo jovem daquele jeito. A mentalidade e maturidade mudaram muito, mas engracado como a sua personalidade, seu jeito de ser, seu EU, continuam o mesmo. Sera que eh por isso que nao vejo o rapido passar do tempo assim?

Eu visitei o Brasil quase 3 anos atras (depois de 11 fora - da ultima vez que fui) e o sentimento foi misto: ao mesmo tempo que me senti em 'casa' ao redor dos amigos e certos lugares onde morava, me senti que nao pertencia mais aquele lugar. Nao era mais a minha 'casa', sabe? Dificil explicar.

O elo de amizade com os amigos permanece ate hoje, o carinho pelo lugar onde cresci e morei durante 17 anos da minha vida ainda existe no coracao, as memorias entao... sao maravilhosas. Mas hoje em dia, com tudo mudado e evoluido, nao sinto que faco mais parte daquele lugar. Eh como se o Brasil/Niteroi que conheco/conhecia tivesse parado no tempo, em 1992. Acho que so aqueles que ja passaram por isso deve estar me entendendo.

Anyway... ha 19 anos atras eu estava chegando aqui com a minha familia pra uma nova vida. E nao tinha a minima ideia na epoca que esse caminho novo que seguiria, seria tao interessante, to say the least!

3 comments:

zzaguiar said...

Pois é, como vc disse bem, passou. Vc mora numa cidade muito charmosa e acolhedora, tem uma vida ótima, se adaptou ao longo dos anos. No início eu lembro bem que foi hiper difícil por um bom tempo... Até aparecer o Al e colorir, rsrs.

Acho que foi um conjunto de oportunidades boas que contribuiram para vc se sentir em casa, mesmo não sendo onde nasceu.

Eu lembro bem da lua no trajeto ao aeroporto. Ficou bem marcado aqueles minutos finais. Uma sensação de vazio, misturado com desejo de o melhor para vcs. Minha sorte foi que em Janeiro comeceii a namorar com Bruno e coitado, eu devo ter enchido muito os ouvidos dele falando o tempo todo de vc.

Tb lembro do nosso querido amigo se desfazendo em lágrimas... Nossa, o ATG me sensibilizou demais, e estar sempre juntinho dele por algumas vezes
até hoje, faz com que eu volte no tempo e sinta aquela alegria ingênua de adolescente. Me faz inclusive sentir vc junto.

Muitas saudades e vai ser ótimo rever a galerinha amanhã. Pois é, mudou a data e o local. Vai ser lá no Zagatti, lembra? é um lugar bem legal, né?

Beijinhos, zz.

Lucia Maria said...

Nossa, nem fala, Ze e voce sabe o quanto eu sofri nos primeiros anos dessa mudanca. Por isso digo que a Lucia da epoca nao reconheceria essa de hoje em dia.

Perdi muito tempo chorando envez de aceitar a mudanca e me entregar a ela, lembra? O comeco foi dificil demais, pois eu nao conseguia me abrir e abracar a oportunidade.

Ainda bem que voce vai se adaptando ao longo do caminho e quando realmente abre seu coracao, enxerga um colorido tao lindo que depois fica tentando entender o como nao ter visto ele antes!

Ate hoje eu odeio e evito ler as minhas agendas da epoca, pois da nervoso de como eu tinha uma mente fechada!

bjos

Beth/Lilás said...

Oi, Lucinha!
Por isso é que eu digo quando vejo certas moças sofrendo por algo parecido, pois lá na frente a resposta pode ser ótima, positiva e fazer uma diferença enorme em suas vidas, geralmente para melhor.
Eu acho que a escolha que seus pais fizeram naquele tempo foi maravilhosa e quem me dera poder fazer isto também naquela época.
O Brasil é um país bonito, interessante, diversificado, mas tem muito ainda a aprender para chegar a ter o nível de vida confortável e humanizado que os States já tem.
Muito boa escolha a de vocês e desejo que continuem felizes por aí, mas que guardem sempre na memória e no coração, os melhores momentos de suas vidas por aqui.
Aproveito para desejar-lhes um lindo e feliz Ano Novo!
beijos, muitos, cariocas