Friday, October 15, 2010

Como eh envelhecer?

Esse post acabou sendo meio longo, mas...

Eu nunca me importei com idade. Tem gente que fala que entrou em panico quando finalmente entraram na casa dos 30, mas eu amei! Apesar de ter sido a idade na qual perdi minha mae, ao mesmo tempo, foi quando eu finalmente me achei nesse mundo! Finalmente acordei pra vida...

Mas recentemente, eu tenho pensado muito numa coisa e juro que nao sei porque...

Um dia desses estava assistindo aquele filme Titanic. E teve uma cena na qual a personagem principal, Rose, estava lembrando de um momento da sua vida no navio. E a cena passou daquele momento, focando nos olhos de uma Rose novinha, pros olhos de uma Rose bem velhinha. E claro que voce nota como ela mudou.

Estou sinceramente nervosa com isso. Eu sei que pelo menos ate agora, meu rosto nao mudou muito (so esta mais gordinho), mas nao tenho uma ruga sequer. Posso dizer que tomo super bem conta da minha pele do corpo todo, nao so o rosto (gracas a minha mae me acostumando a fazer isso desde crianca. Nem mesmo estrias apareceram no meu corpo).

Mas daqui ha um tempo, sei que vai comecar a mudar e se eu ja estou entrando meio que em panico agora, como sera que vai ser? Falando assim, parece ate que sou uma pessoa super superficial, ne? Nao vou perder tempo me defendendo aqui, pois as pessoas que realmente me conhecem, sabem que nao eh o caso, mas gostaria muito de poder debater esse assunto com aquelas que ja passaram por isso.

Minha amiga Amy morre de rir toda vez que falo que guardei o meu primeiro fio branco. O arranquei assim ha uns anos atras, da minha cabeca e guardei. Foi o meu primeiro fio, vai? Nao ia jogar fora, mas tb nao ia ficar ali no meu cabelo, rs, mesmo eu o pintando.

Fico imaginando como dever ser isso... envelhecer. Fico me vendo adolescente e querendo muito que eu soubesse naquela epoca o que eu sei hoje. Fico pensando... mes que vem ja vou fazer 35 anos e me sinto a mesma Lucia de sempre. Me sinto como se tivesse acabado de me formar do segundo grau e ser a mesma pessoa da epoca (pelo menos as caracteristicas basicas, pois claro que as experiencias e ideais mudam).

Mal da pra acreditar que a maioria da minha turminha daquela epoca ja esta na no meio do caminho dos anos 30, casados e com filhos. Parece ser um outro mundo!!! Eh estranho parar pra pensar, pois quando nos encontramos ano passado, foi como se nos tivessemos visto no dia anterior (e alguns eu nao via ha 11 ou 16 anos). Parece que o tempo nao passou e a nossa amizade e pessoa continuaram iguais.

Mas voltando ao assunto: Ja que eu nao tenho nenhuma mulher mais velha como exemplo aqui do meu lado, gostaria de saber de TODAS (homens sejam bem vindos, tb) que leem meu blog, como foi essa experiencia pra voces. Nao importa quantos anos voce tem (se eh adolescente ou se ja esta nos seus anos 90), gostaria muito de um comentario me dizendo como foi ou esta sendo essa experiencia de envelhecer.

Mas digo envelhecer fisicamente, nao mentalmente (pois hoje estou nas melhores fases da minha vida nesse ponto). Como foi achar seu primeiro fio branco, sua primeira ruga... como acha que seu corpo mudou durante esse tempo, nao so externamente, mas internamente? Gostaria de saber de tudo que puderem compartilhar comigo e com outras pessoas que estao passando pela mesma coisa.

Deixa eu comecar:
- Ja achei e continuo achando uns fios brancos no meu cabelo - nao me incomoda muito, pois posso pinta-los, mas eh um saquinho;

- Engordei uns 30 pounds que ja estou comecando a perder novamente (isso eh o que mais me incomoda hoje em dia e tem dias que me sinto super inchada e nada que visto fica legal). Eu amo comer e me irrito que podia comer tudo que via na frente quando era mais jovem e nao ganhava uma grama e hoje vai tudo pra barriga, cintura, bunda, culote, coxas e etc...

- Meus seios estao maiores por eu ter ganhado peso e nao estou gostando muito disso, rs (parece loucura, pois tem mulheres que pagam pra ter seios maiores, mas eu quero os meus menores do jeito que era antes! rs - Ja falei pro Al que se comecarem a cair quando eu emagrecer, eu entrarei debaixo da faca);

- Tenho tido dores de cabeca fortes quando estou com muita fome ou se fico um tempo sem comer (isso nunca aconteceu antes e acho super estranho. Eh como se o meu corpo estivesse reclamando, pedindo comida). Assim que eu me alimento, 20 minutos mais tarde eu ja estou bem novamente, nem preciso de remedio;

- Notei que tenho que ficar limpando a garganta com o "rans, rans" toda vez que acabo uma refeicao. Parece que entope tudo, hahaha. Sera que eh porque estou com 30 pounds a mais?

- Nao curto muito mais parques de diversao. Ainda gosto das montanhas russas, daqueles brinquedos que te levam ate la em cima e de repente, "caem do ceu" com voce dentro, mas confesso que eu ja nao me sinto 100% andando neles. Da ultima vez, me deu ate um pc de enjoo, coisa que nunca aconteceu antes...

- Fora que minha visao tem piorado todo ano desde quando eu tinha 18 anos. Todo ano meu grau aumenta e tenho que trocar de oculos e lentes de contato - se bem que meu medico diz ser tb culpa de eu ficar na frente do computador o dia inteirinho... Nao posso fazer nada a respeito ja que trabalho com isso.

Por enquanto eh so isso (oh ceus!). O que mais esta por vir? Mas e voces?

21 comments:

Lu Souza Brito said...

Olá Lu,

Vou falar da miha experiencia. Meu primeiro fio branco o cabeleireiro achou o dia que fiz 27 anos. Arrancou e joguei fora, eu hein. Este ano (tbm no meu niver) achei +1. Espero que eles nao apareçam com muita frequencia, pois nao gosto de pintar o cabelo.

O que mais senti de diferença (física) foi após completar os 25 anos. Metade dos fatores se deve aos remedios que tomo para artrite e sao muitos fortes, mas ainda assim:
* Pele extremamente seca (eu hidrato 2 vezes ao dia e nem assim resolve.
* também ganhei uns quilinhos a mais, o que me incomoda muitoooooo.
E já nao elimino com a mesma facilidade. Morro de ódio.
Também nao tenho a mesma disciplina para "fechar a boca".

Disposição: baladas, noites sem dormir? Isso nao me pertence mais. Dançar a noite toda é coisa do passado. Se faço isso me sinto quebrada no dia seguinte, dores nas costas, nas pernas, dor de cabeça se nao dormir, etc.

Eu confesso que tenho sim algum receio de envelher, me preocupa um pouco. Mas acho que com a mente sadia a gente consegue encarar melhor.

Bjoooos

Mile said...

Simplesmente ODEIO envelhecer, nao estou levando muito bem essa estória de envelhecer. As vezes penso que estou obcecada por isso, puxo a pele aqui, estico dalí, ohhh céus, os pés de galinha já aparecem...tô ficando nervosa, deixa eu parar por aqui

Luciana Håland said...

Vou ter que voltar várias vezes aqui para ler comentários, porque tenho essa mesma questão em mente.
Para mim está sendo como para você. Estou com 38 anos, ano passado surgiu o cabelo branco, essa semana achei mais uns três, tenho horror, sei que posso pintar e até já pintava antes, mas quando ele vai ficando branco vai ficando mais seco, mais ralo, perdendo o brilho, então um fiozinho branco já me faz ver esse futuro. Será que tem vitaminas pra isso?

Também engordei depois dos 35, antes engordava um pouquinho e perdia com muito mais facilidade, agora é dureza, já estou com quase 10 kilos a mais do que tinha antes dos 35 e estou na luta, como lutava e via que não dava, intensifiquei a luta, e sim, comendo muito menos e gosto de comer muito.
Acho que em qualquer idade quando a gente mos muito menos do que o habitual a gente tem dores de cabeca, então não vem com a idade, apenas você está precisando comer bem menos do que comia antes e perdia peso.

Minha visão também deu uma piorada e estou pensando em fazer cirurgia.

Não é fácil lidar com o envelhecimento físico, não para mim, por mais que me digam que é natural e tal, pois isso eu já sei, mas não me acostumei com a ideia de cabelo branco, com engordar e batalhar muito pra perder peso, com as restrincões que sei que vem com a idade, nem em ser chamada de senhora, em usar roupas de senhora, ...
Enfim, dentro de mim ainda mora uma adolescente que gosta de coisas pink, não roupas, que gosta de agendas com bonequinhos, que gosta de fru frus, mas exteriormente já aparento der meus quase 40, apesar de não ter rugas, mas estas já estão avisando que vão chegar.

Difícil e acho que é mais difícil para quem não tem filhos, como a gente, porque acho que quem tem transfere pra eles, ver a infância deles, a juventude, as conquistas e pensa que são eles e envelhecem mais conformados, ou para quem não é tão vaidoso, quem nunca teve um corpinho legal, quem nunca foi tão bonitinho.

Vamos aguardar os comentários.

Porque eu também odeio envelhecer.

Beijo

Luciana Håland said...

Vou ter que voltar várias vezes aqui para ler comentários, porque tenho essa mesma questão em mente.
Para mim está sendo como para você. Estou com 38 anos, ano passado surgiu o cabelo branco, essa semana achei mais uns três, tenho horror, sei que posso pintar e até já pintava antes, mas quando ele vai ficando branco vai ficando mais seco, mais ralo, perdendo o brilho, então um fiozinho branco já me faz ver esse futuro. Será que tem vitaminas pra isso?

Também engordei depois dos 35, antes engordava um pouquinho e perdia com muito mais facilidade, agora é dureza, já estou com quase 10 kilos a mais do que tinha antes dos 35 e estou na luta, como lutava e via que não dava, intensifiquei a luta, e sim, comendo muito menos e gosto de comer muito.
Acho que em qualquer idade quando a gente mos muito menos do que o habitual a gente tem dores de cabeca, então não vem com a idade, apenas você está precisando comer bem menos do que comia antes e perdia peso.

Minha visão também deu uma piorada e estou pensando em fazer cirurgia.

Não é fácil lidar com o envelhecimento físico, não para mim, por mais que me digam que é natural e tal, pois isso eu já sei, mas não me acostumei com a ideia de cabelo branco, com engordar e batalhar muito pra perder peso, com as restrincões que sei que vem com a idade, nem em ser chamada de senhora, em usar roupas de senhora, ...
Enfim, dentro de mim ainda mora uma adolescente que gosta de coisas pink, não roupas, que gosta de agendas com bonequinhos, que gosta de fru frus, mas exteriormente já aparento der meus quase 40, apesar de não ter rugas, mas estas já estão avisando que vão chegar.

Difícil e acho que é mais difícil para quem não tem filhos, como a gente, porque acho que quem tem transfere pra eles, ver a infância deles, a juventude, as conquistas e pensa que são eles e envelhecem mais conformados, ou para quem não é tão vaidoso, quem nunca teve um corpinho legal, quem nunca foi tão bonitinho.

Vamos aguardar os comentários.

Porque eu também odeio envelhecer.

Beijo

Luciana Håland said...

Oh, escrevi um comentário enorme, e acho que não consegui enviar.

Felina said...

eu tenho 39 e meu primeiro cabelo branco nasceu eu não tinha nem 20 anos, então nem me preocupo com isso, meu único stres em relação a idade é o fato de minha pele ser flácida, ai fico sempre dando uma esticadinha tb pra ver como vou ficar ano que vem qdo fizer meu lifiting, de resto nem me perturbo, acho até bom, pq me libertei de conceitos inúteis para a vida, de dar importância para a opinião alheia, faço o que quero e como quero, a idade me libertou, ainda gosto de sair a noite dançar, as vezes penso em relação as roupas, fico pensando se vou ser uma velha q se veste feito uma doida, se vou pintar os cabelos de roxo, relaxe a aproveite as coisas boas que a vida nos apresenta, a viagem fica mais leve e feliz sabe?

Coisas de Ta said...

Ai Lucia, eu tento não pensar muito mas toda vez que me olho no espelho vejo o tempo passando.
Me sinto flácida, celulitica e gorda...

Sempre fui magra e nos ultimas tres anos engordei 6 kilos e parece impossível voltar aos meus 52 kilinhos. E pensar que são coisas do metabolismo...

Ja sei que depois dos trintas tudo cai e tenho que dar uma ajudazinha se ñ quero que isso aconteça...

Bjus da Ta

Wilma said...

Tenho 56 ou 57, já nem sei, nasci em dezembro é uma confusão, duas idades no mesmo ano.Não tenho e nunca tive medo de envelhecer, quer dizer, uma certa época me preocupava com o tempo por conta de engravidar, depois, não mais me preocupei. Aos trinta não vi a crise, me sentia jovem, cheia de vida, saudável; aos 33 anos tive a única filha, só me preocupava em não ficar muito desatualizada com relação a ela, na época começavam os brinquedos eletrônicos, joytik pra lá e pra cá, meu peso não passava de 60/65kg, bom, mas me achava gorda, sempre fiz ginastica, montanhismo, mas depois da filha diminui bastante. Nem vi o tempo passando e eu envelhecendo, para resumi, hoje, não sinto o peso da idade na disposição, não tenho dores de nada, posso dizer, porém, a partir dos 44 anos fui engordando e hoje tenho uns 15 kg a mais, engordo com facilidade, não faço nenhum exercício com frequencia e disciplina, como doce todo dia muito menos que antes, me enchi de varizes por conta dos hormônios que tomei por sete anos, rugas no rosto não muitas, somente linhas, pele, unhas e cabelos ressecados,
sempre durmi pouco agora menos ainda, porém o que mais me incomoda nesse envelhecer é a dependência total dos óculos, que horror!!! não vivo/enxergo sem eles, isso é o pior pra mim. Também áquelas gordurinhas nas costas ao lado do braço e os seios que mais parecem uma gelatina, hahaha e mais a barriga que ficou sem graça nenhuma, hahaha acabei comigo!!! Não sou tão ligada assim na beleza, admiro quem a possui sem grandes sacrifícios, mas dps de uma certa idade, o foco é outro. Há pessoas que fazem zilhões de plásticas e nem assim deixa de transparecer a idade avançada, o mais bacana pra mim é ter entusiasmo pela vida, o resto é bobagem se preocupar porque é inevitável o envelhecimento, melhor se adaptar. Por isso Lucia, não tenha medo de envelhecer, a outra opção é bem pior, rsrsrsrs

Wilma said...

Será q meu comentário enorrrme foi? deu erro, agora vou esperar e se não foi escrevo novamente.

Beth/Lilás said...

Ah, eu não sei do que vocês estão falando, sou uma garotinha ainda, 23 aninhos e corpinho de 57. hahaha
Meninas, cabelo branco nunca me amedrontou e nem sei quando apareceu o primeiro, porque tudo na minha vida foi meio atrasado, tardio, às vezes acho que sou mesmo uma 'retardada' neste sentido. hehe
Bem, mas a tragédia mesmo é o engordar! Cruz credo, que coisa isso, como a gente só ganha, para perder uma desgraceira!
Só disso é que reclamo, pois a pele, sinceramente, talvez porque sempre cuidei dela, ainda está muito boa, marido gosta e elogia, mas as formas, digo forma, de barril ... kkkk nem eu aguento!
Fiquem frias, vocês ainda estão longe de toda esta tragédia!
Mas, quer saber? O importante é como disse a Kathlen Turner, atriz americana, que quando começou a envelhecer declarou que 'mulher tem que ter cara redonda, cheinha e bunda', então, tô dentro, tá bom, né?
Que papo maluco o meu, né? Acho que não dá pra ajudar assim, então vou ficar só espiando.
beijos cariocas

Tatiana said...

hahaha...Lu, adorei esse post!!
Nossa amiga, vou tentar resumir..rs.
Estou com 42 e muuuita coisa mudou!!! Lembro quando notei a minha primeira ruga, foi me vendo em um vídeo...juuuro, nao tinha reparado no espelho!!!Quase cai dura!Hoje em dia boto botox... bem pouquinho pra nao mudar as feições, mas da uma boa melhorada..rs.
Depois de velha fiquei com medo de altura.
Fiquei mais medrosa, nao sei se foi a idade ou depois que tive filhos, fiquei muuuito mais precavida.
Manchas...ai...manchas...muitas manchas...
Ta bom,ne Lu??
Beijocas!!!

Fernando Valente said...

Acho que eu me dou pior com essa história de envelhecer do que você. As vezes penso: 16 anos na cara e não fiz nem metade do que poderia ter feito. Parece coisa de gente apressada, mas 75 anos(media de vida do Brasileiro) passam rápido. Se você pensar, uma pessoa que nasceu nos anos 70 já tem 30~40 anos. E nossa, isso foi a tão pouco tempo. Sei lá, pode ser neuroze minha. As vezes fico puto por estar jogando meu tempo fora nessa vida maldita enquanto poderia estar fazendo outras coisas. :(

Vivi said...

Eheheh post bom amiga :)
Olha eu percebo que hj aos 3 anos não queimo mais minhas calorias como antes. Sempre fui magra e aida sou, mashj já sinto uma certa carne saliente dos lados.
A visão foi o que mais piorou desde meus 18 anos, mas com a ajuda de uma tocsoplasmose que tive.
Nunca gostei de lugares muito barulhentos e agora então nem se fala...
Já tenhos alguns cabelos brancos, mas confesso na boa que isso não me incomoda nada:)

Agora, toda vez que me olho no espelho vejo que fisicamnte tô mudando sim, mas minha cabeça continua de 18 anos.

Bjos

Lucia Cintra said...

Oi gente, obrigado pelos comentarios ate agora. Estou adorando a visao de todos.

Wilma, sua resposta me tocou. Obrigado pelos detalhes e principalmente por me dizer como se sente a respeito e pelo conselho. Nao sei explicar, mas de uma certa maneira me passou uma sensacao de tanta tranquilidade - tipo de saber que ao envelhecermos certas coisas pesam menos e sao mais superfluas, sabe? Agradeco demais por compartilhar isso comigo!

bjos a todos.

Liza Souza said...

Lu, nao tenho problema nenhum em estar envelhecendo. Nao me lembro do primeiro cabelo branco, mas esse ano surgiu um tufo de cabelos brancos. Morri de rir quando vi e esses nao consigo esconder de jeito nenhum a nao ser com muita tinta. rs Nao mudei muito com o dercorrer dos anos, engordei um pouco e hoje vejo que emagrecer é mais dificil, o organismo nao funciona no mesmo ritmo. Meu corpo também nao tem a mesma elasticidade de antes, principalmente depois do nascimento do Miguel.Tenho algumas rugas, mas sempre tive uma aparencia muita mais nova do que minha idade e ninguem diz que já vou fazer 33 anos. Para falar a verdade me sinto muito feliz em ver cada ano passar, me sinto mais bonita a cada ano. Vejo cada ano com um presente, mais uma chance que recebo de Deus e comemoro a chegada de cada um deles com muita alegria e gratidao. Claro que sei que a idade traz algumas dificuldades principalmente para o corpo fisico, mas traz também o amadurecimento da alma e o tempo ensina a gente que o mais importante só melhora a cada dia. Nao pretendo deixar de me cuidar, me alimentar bem, me exercitar, manter a vitalidade do meu corpo e cuidando da minha saúde fisica e mental. Acho que envelhecer tendo paz com a gente mesmo e sendo felizes com a gente mesmo é o caminho certo.
Beijos

Chica said...

E eu já estou nela,rsss..Quase 62 anos!!! O que fazer??? beijos,chica

Eduardo said...

Lucinha, estive trabalhando ate meia noite esses dias e nao pude comentar os posts, mas este requer algumas palavras.
Existem dois aspectos fundamentais do envelhecimento: o mental e o fisico.
O fisico: no decorrer dos meus 64 anos vi acontecerem 5 coisas basicas. Passei a usar oculos para ler e escrever (nao me incomoda); perdi cabelo (agora tenho de usar chapeu para pescar e ficar no Sol); problema com os dentes (isso incomoda bastante); reducao de massa muscular (nao posso mais enfrentar mar com ondas violentas como antes mas possuo ainda muito vigor fisico). Nao sinto nenhuma dor (nunca senti), tenho muita resistencia fisica e dificilmente me canso com viagens, fuso horario, etc. Surgiram uns cancerzinhos que eu eliminei no ato e por isso nao corro nenhum perigo. Em resumo, eu fui me adaptando as mudancas sem perceber e por isso nao notei as diferencas. Meu segredo eh estar de bem com a vida; o que nao existe mais nao deve ser motivo de angustia, o que vale eh o presente e um programa para o futuro.

O mental: quando jovem eu achava que o ano 2000 era inatingivel de tao distante. Ele chegou e passou e eu nao senti. Como normalmente vejo os outros (eu vejo de dentro para fora, por isso so posso me ver no espelho) parece que so os outros envelheceram, porque eu me sinto como se tivesse parado no tempo. Hoje tenho muita informacao acumulada no cerebro; ele esta trabalhando mais depressa, pois guardo tudo o que leio e leio mais depressa do que antes e em varias linguas, sem perceber. Agora estou melhor preparado para tomar decisoes dificeis do que quando jovem e o processamento logico e espacial esta mais facil. Com o acumulo de informacoes tenho uma visao completamente diferente e muito melhor de tudo, do que tinha antes pois agora tudo se encaixa e faz sentido. Informacoes cientificas e emocionais se completam e o que parecia misterioso antes agora esta muito claro. Nesse sentido sinto-me mais jovem do que antes.
Como nunca me preocupei com a morte nao eh agora que vou me preocupar; so com a dos outros, pois quando morremos nao precisamos fazer nada; eh muito facil.
Beijos
Shrek

Fernanda said...

Eu senti o primeiro peso da idade ano passado, quando fui num fair e passei mal demais depois de brincar num desses brinquedos malucos. Tinha ido pela ultima vez ha dez anos e nao tinha a minima ideia que ia me fazer passar mal. :(

ah e meu blog vai ver que nao estava entre seus links porque eu abri o novo. Deixei o outro so com coisas de enfermagem.
Beijos!

Depois dos 25, mas antes do 40! said...

Lu, essa sua angustia é tão comum a nós mulheres. O fato de engordar, de fio branco, de pensar no que vai ser. De saber qeu está mais velha, mas se sentir a mesma de sempre. Mas o espelho diz outra coisa, as responsabilidades. Meu terapeuta diz que em algum momento ou outro vamos parar para decidir o qeu queremos para a próxima etapa da nossa vida. Talvez a sua crise dos 30 tenha vindo com 5 anos de atraso! rs

Beijos e saiba que suas inquietações estão na cabeça de todas nós!

Celia said...

Estou com 59 e sinto-me muito mais jovem, na verdade. Nao tenho medo de está envelhecendo. O importante é aceitarmos todas as fases da vida. Todas tem coisas boas. Bj

pensandoemfamilia said...

Olá
Em minha experiência, hoje com 62 anos, não posso reclamar. Não engordei e isto me favorece, inclusive nos modelitos.
Só comecei a sentir mudanças maiores, rugas, após os 50 anos. Não há como dizer que não mudamos, pois a rigidez da pele diminuiiiiii.
Não tenho medo do envelhecimento , mas sim de adoecer e perder a independência.
Curta a sua juventude e cuide-se corpo e mente.

Se quise me conhecer mais...
http://pensandoemfamilia.com.br/blog.
Por lá há algumas fotos....
bjs