Tuesday, August 9, 2011

Day two

Acordamos cedo e eu ja rindo ao Al me contar que bateu a sua cabeca varias vezes durante a noite no headboard da cama redonda. Isso pq nao estamos acostumados a dormir em uma cama desse formato. E ainda disse que dormiu todo espremido no canto dela, pois eu tomei o meio todo, haha.

O dia amanheceu frio e nublado. Choveu um pouco de manha, mas continuou encoberto, entao resolvemos ir visitar um conservatorio de borboletas numa cidade ali perto, o qual estava doida pra ir. E olha!!!! Sai dali quase pedindo meus miseros $6.00 de volta, que coisa mais ridicula! O "conservatorio" era nada mais, nada menos do que um quarto (que eh menor do que a sala do meu apartamento), com as paredes pintadas e umas meras borboletas!









Ainda por cima, tivemos que tolerar criancas chatas chorando (coisa agradabilissima!) e varias pessoas acumuladas ali. Nao ficamos nem 15 minutos depois de tirar algumas fotos e sai dali muito P da vida. O site deles dava uma ideia completamente diferente do lugar, juro que se nao fosse pelo Al dizendo que nao valia a pena reclamar, eu teria pego meu dinheiro de volta.

E ao sairmos dali, Al disse que no caminho de volta pra casa poderiamos passar no conservatorio de Hershey que eh lindo!!! Ele tb ficou achando ruim desse quartinho de borboletas.

Ta...

Seguimos em direcao ao centro de uma cidade antiga chamada Jim Thorpe e fomos visitar uma prisao. Quem me conhece sabe que sou fascinada por prisoes antigas e adoro visita-las e ouvir as estorias de quando ainda funcionavam.











Parece que essa prisao eh assombrada por um dos prisioneiros que foi executado mesmo sendo inocente, mas qual prisao antiga nao eh, ne? Eu nao acredito nessas coisas, o interessante pra mim eh ver como funcionava, os objetos antigos e as celas rudicas. E principalmente ouvir as estorias veridicas (peguei um guia de uma prisao que visitei em West Virginia uma vez que realmente trabalhou la como guarda. Foi fascinante ouvir as historias dele!) - E nao reparem a minha cara que saiu meio de louca nessas fotos, haha.

















Eles nos levaram ate o porao, onde eh completamente escuridao. Se nao fosse pela luz de algumas fracas lampadas na parede, seria um breu total. E contaram que ali eram as celas "solitarias" de alguns prisioneiros. Eram mantidos acorrentados pelo tornozelo dentro de uma cela escura sem absolutamente nada! Sem cama, sem janela, sem cadeira, sem pia e sem banheiro! Tinha somente um balde onde usavam pra isso. E dormiam no chao frio mesmo. Ja pensou?








Claro que eu tinha que entrar dentro de uma dessas celas, mas confesso que fiquei meio nervosa. Nao acredito em fantasmas e nem tenho medo do escuro, mas acho que foi so de pensar nas condicoes precarias e miseraveis que essas pessoas viveram durante um tempo ali dentro. Al usou flash pra tirar a minha foto la dentro (senao nao daria pra ver nada), mas eu falei pra ele bater logo e ja fui saindo apressada dali. Uma vibracao ruim. Ja pensou o estado psicologico dessas pessoas passando por isso?











A prisao foi muito interessante e ate mesmo um filme foi feito sobre alguns dos prisioneiros de la que agora eu quero assistir (The Molly Maguires). Achei bem bacana e fez valer a pena termos dirigido ate la. O resto das fotos de la e da cidade estao aqui.

Alem da chuva, outra coisa contra a gente foi o passeio de trem que queriamos fazer daquela cidadezinha. Era um passeio de um pouco mais de uma hora, mostrando a regiao e umas vistas lindas de precipicios e montanhas. Mas adivinham? Justamente esses dias que estariamos la, eles estavam trabalhando ou renovando os trilhos dessa area do precipicio e o trem ia ter um outro roteiro meio blah! CLARO, ne? Tinha que ser. Entao, nem preciso dizer, que mais isso, nao pudemos fazer.

Ganhei uma bolsa super lindinha do Al de umas lojinhas dali e voltamos pro hotel. Demos uma andada pelo resort ja que a chuva tinha parado, compramos uns souvenirs e fomos jantar.

















Pedimos uma champagne (que estava uma delicia) pra brindarmos nosso niver de 10 anos e mais tarde, fomos num clube do resort ouvir uma banda tocar (me diverti com um carinha cantando Lady Gaga) e tb ver um show de comedia.

















Acabamos a noite com mais uma sessao de jacuzzi com direito a espuma ate a alma (culpa do "French Kiss Bubble Bar" da Lush que comprei antes de irmos - recomendo muito, eh uma delicia).

Tenho que comentar sobre esses negocinhos que se coloca na porta dizendo: "Do not disturb". Achei os que eles tinham no quarto super bonitinhos. Deixa eu explicar que quando eles falam aqui que um casal "spoon", quer dizer "conchinha" (quando deitam juntos nessa posicao). E "spoon" eh colher em portugues. Entao, eu adorei a imagem de 2 colheres na posicao de "spoon" dizendo: "Do not disturb". E trouxe uma comigo como souvenir.

2 comments:

Beth/Lilás said...

Ô Lu, tudo bem que o quarto era pequenino e não era bem o que você imaginava ver, mas eu preferiria ver borboletas do que as celas. Fala sério, tô fora! Tenho maior medão dessas coisas. hehe
Agora o final do post ficou gostoso, principalmente com o brinde de champagne de vocês dois e o banho de espuma na jacuzzi e as colherinhas em conchinhas.
aproveitem bem, crianças!
bjs cariocas

Lucia Maria said...

Web-mae, se nao fosse pela prisao, aquele quartinho teria estragado meu dia inteiro, haha. Se voce gostou desse, aguarde as fotos de quando fomos em um verdadeiro conservatorio de borboletas em Hershey. Tirei literalmente umas 300 fotos! bjos