Wednesday, August 17, 2011

O comeco e o fim

Salem, Parte 2:

Esse post vai ser grandinho, mas quem se interessa por historia, principalmente historia de como essa histeria de bruxas comecou na famosa cidade de Salem, eh bem interessante.

Em 1692, a pequena cidade de Salem foi dominada por um fanatismo religioso que tomou a vida de 19 pessoas.

Tudo comecou quando a filha de um reverendo, Betty, comecou a agir estranhamente, se recusando a comer, tendo espasmos e ficando de cama. Ja que naquela epoca e principalmente numa cidade pequena como Salem nao haviam muitos recursos, um medico velho foi chamado e esse acabou diagnosticando a menina como estando enfeiticada.

Aos poucos, a noticia sobre as condicoes dessa menina comecou a espalhar pela comunidade e 2 outras meninas (a prima da Betty e uma amiga), comecaram a agir da mesma maneira. Elas se jogavam no chao tremendo como se estivessem tendo convulsoes, gruinham e latiam, uma tentou se jogar na lareira e outra dizia estar possuida pelo demonio. Devido a isso, uma investigacao foi iniciada pra descobrir quem era a bruxa ou bruxas que tinham enfeiticado as pobres meninas inocentes, pois agora tinham certeza de que o diabo tinha invadido a vila deles.

As meninas confessaram que tudo comecou com os rituais de uma escrava que cuidava delas, a Tituba. Ela sendo de Barbados e tendo outra religiao e costumes, ensinava coisas novas para essas meninas. Temos que lembrar que naquela epoca e naquela sociedade puritana, dancar, cantar e qualquer coisa parecida era proibido, pois era coisa do diabo. E ainda por cima, mesmo quando as criancas terminavam suas tarefas diarias, o pouco tempo sobrando que tinham, elas nao podiam brincar, pois tudo era proibido.

Tituba preenchia essa necessidade de distracao e ajudava com o tedio, contando suas estorias exoticas e fazendo rituais de magia negra. Impressionadas com tudo isso, elas comecaram a ficar histericas e tb a acusar e culpar varias outras pessoas ao seu redor.

Naquela epoca o acusado tinha duas opcoes:
- Confessar que era bruxa e revelar as outras bruxas que conheciam e se fizessem isso, elas eram perdoadas e nada de mal acontecia.
- Nao confessar e manter a sua inocencia, o que em consequencia levaria a tortura e morte.

Devido a isso, eh facil entender como certas pessoas, com medo da morte e da tortura, simplesmente culpavam e nomeavam qualquer outra ao redor como bruxas, pra poderem ser perdoadas e se livrar de acusacoes e um destino cruel. Umas 150 pessoas inocentes foram capturadas em consequencia disso e 19 perderam suas vidas. Falarei sobre algumas dessas em detalhes em outros posts.

Mas nao era so esse o motivo. Alem das proprias meninas acusarem varias outras pessoas de as terem enfeiticado, acreditem que ate mesmo 2 pobres cachorros foram enforcados porque elas falaram que eles tinham lhes dado um mal olhado. Santa ignorancia!!!!

Outra, se voce desgostava de alguem ou tinha alguma rixa com um vizinho, porque nao acusa-los? Isso beneficiava os juizes e pessoas de autoridade tb, pois todos os bens das pessoas acusadas de bruxaria eram tomados e divididos entre eles.

Foi uma histeria sem igual, pois na epoca eles realmente acreditavam no demonio e era muito facil culpar o visinho de ser bruxa quando algo insignificante acontecia. Voce podia acordar com dor de barriga e passar o dia no banheiro e dizer que foi devido ao mal olhar do vizinho. Pronto! Essa ja era capturada e levada a prisao acusada de bruxaria. O mesmo quando um cavalo ou vaca da pessoa ficava doente ou morria... culpa do vizinho ou de alguma pessoa ao redor, imediatamente classificada como bruxa e levada ao tribunal pra ser julgada.

O que terminou essa loucura foi quando acusaram a esposa do governador. Facil culpar as pessoas de classe media ou baixa, mas quando a bruxa dessa vez era alguem de alto nivel, a historia foi outra.

O governador comecou a perguntar o porque da acusacao. Responderam que foi devido a eles verem a alma ou "spectral" da pessoa e essa estar sob a influencia do diabo. Ele continuou a pressionar querendo e pedindo evidencia concreta, o que os acusadores nao tinham como providenciar. Talvez sua mulher sendo acusada de bruxaria foi a melhor coisa que aconteceu, pois a histeria acabou ali.

Sem como provar as acusacoes contra ela e contra ninguem mais, ele criou e declarou uma lei que proibia os julgamentos e principalmente condenacao de pessoas inocentes, antes baseados so numa suspeita.

Essa histeria durou menos de um ano, comecando em Marco de 1692 e terminando de vez em Outubro.

Os jurados e magistrados pediram desculpas, restituicao foi feita pras familias das vitimas e um dia de "jejum e lembranca" foi instituido.

Parece que uma das meninas que comecaram tudo isso confessou que fez tudo isso so por brincadeira, mas nao se sabe direito qual foi o destino delas e Tituba foi provavelmente vendida e levada pra uma outra cidade ou estado.

Minhas cunhadas e eu fizemos varios passeios com guias pra aprender, ouvir os detalhes da historia da cidade e conhecer os locais importantes e como essa cidadezinha tem historia! Infelizmente essa histeria a marcou de uma forma muito triste e negativa, nem consigo imaginar o sofrimento e opressao das pessoas daquela epoca e viver numa sociedade tao ignorante e fanatica religiosa a ponto de cometer loucuras como essas.

Recomendo demais conhecer Salem e se quiserem informacoes sobre locais a visitar ou as companias de passeios com guias, tem uma que recomendo demais chamada Hocus Pocus. Foi a melhor e mais informativa e quando voltar la com Al, sera a unica tour que farei novamente (as outras foram fraquinhas comparadas com essa).

Pra esse post nao ficar imenso, colocarei as fotos nos proximos.

To be continued...

5 comments:

zzaguiar said...

Revoltante e muito triste... O desfecho me fez pensar na frase dita por minha primeira chefe. É a seguinte:

Tudo na vida é questão de conveniencia...

Bjs, zz.

Fernando said...

Lucia, o pior é que nao aprenderam nada com esses erros do passado, essa histeria continua ainda, vide a perseguição das mulheres e dos homoafetivos, só pra citar como exemplo, mudam os tempos e ao invés de evoluirem o modo de pensar continuam com a mente no séc XV, e usam o nome de deus pra justificar as barbaridades que cometem, revoltante naquele tempo e acredito que mais ainda nos dias atuais. Abraço.

Lucia Maria said...

Fernando, infelizmente isso eh verdade. Talvez se um dia a religiao deixasse de existir, as pessoas viveriam mais em paz e haveria mais respeito e harmonia um com o outro. Eh tao facil justificar (e nao ser responsavel) por suas acoes no nome de deus ou diabo, nao eh?

bjos

Mila Viegas said...

Você sabe que super me identifico com essas histórias. Realmente tudo o que aconteceu nesta época (não só em Salem) foi muito cruel e desumano. Coloca esse tour na nossa listinha... hihihihihi!

Beijos

Lucia Maria said...

Mi, quando voce vier me visitar, a gente da um pulo la. De aviao eh bem pertinho e tenho certeza de que voce vai amar! Comeca a praticar o ingles ai pra poder aproveitar as tours.

bjos