Thursday, September 23, 2010

Contagem regressiva

Faltam literalmente 6 dias ate eu mudar meu horario de trabalho... Ate eu poder chegar em casa num horario decente, ate eu poder ver meu marido todo dia e nao so nos finais de semana.

Ontem, apesar de eu ter tido um otimo dia devido a conferencia de Photoshop, sai de la meio depre. E fiquei tentando identificar o que estava me deixando com vontade de chorar. Ate que caiu a fixa: Ja estava me desesperando em ter que voltar pro trabalho que nao gosto no dia seguinte; em ter que ficar la por mais um tempo; por nao poder me dedicar completamente a algo que amo fazer, nesse momento.

Eu e Al estamos trabalhando duro pra chegar onde queremos. E bota duro nisso! Trabalhei um ano inteiro nesse meu horario das 2pm as 11pm, por ganhar mais (pelo menos eles pagam mais se temos que ficar la ate tarde, ne?); Al tem feito bastante hora extra; temos deixado de viajar, de ir em shows e de curtir muita atividade que gostamos de fazer, pra chegar onde queremos mais rapido.

(E se eu seguir minha razao que esta me falando pra eu NAO viajar ano que vem e usar o dinheiro que ja temos separado pra nossa viagem de comemoracao de 10 anos de casados, pra casa nova, eu acho que eu choraria! Eu quero demais curtir essas tao merecidas ferias com ele ano que vem, mas ao mesmo tempo, minha razao fica me cutucando dizendo que deveria usar esse dindin pra nossa casa nova - Ainda nao sei o que fazer e nem quero pensar nisso no momento).

Entao esse sacrificio durante um ano inteiro, ate agora, valeu demais a pena. Ainda nao chegamos la, mas nao podemos reclamar das seguintes coisas: Falta muito pouco pra gente se livrar da nossa divida pra sempre (e dali podermos fazer o que quisermos, quando quisermos) e falta muito pouco pra gente comprar a nossa tao sonhada casinha propria!!! Metade da divida se foi e a poupanca para a casa engordou.

Foi acontecendo assim, de pouquinho em pouquinho, com muita diciplina e muito sacrificio. Mas quando voce ve os resultados, esses te colocam um sorriso enorme no rosto e te da um sentimento de conquista tremendo, o que te impulsiona pra seguir com mais determinacao ainda!

Mas ontem, nao sei se eh porque ja estamos na reta final, eu estava super sensivel. Chorei! Sabe quando voce nao aguenta mais a mesma coisa que nao te traz satisfacao e nao ve a hora de chegar logo na sua destinacao? Parece que esse finzinho do caminho eh o mais dificil!

Sei que estamos tendo que fazer certas coisas hoje em dia devido as burradas que fizemos no passado e nao culpo ninguem mais alem de nos dois. Assumimos a responsabilidade, pois foram as nossas decisoes e acoes (ou falta de tomar uma acao) que nos levaram a onde estamos. A culpa eh so nossa. E quando realmente nos tocamos disso ha uns anos atras e resolvemos mudar a situacao que nao nos agradava, eh que comecamos a ter progresso. Nada cai do ceu. So cabia a nos dois a tomar as redeas e agir!

E ja que tirei o dia de folga do trabalho ontem pra ir naquela conferencia, cheguei em casa num horario decente. E pude fazer algo com Al que nao faziamos ha seculos: caminhar juntos pelo bairro depois do jantar. Eh algo que fazemos desde a epoca de namorados, mesmo quando esta abaixo de zero la fora!

Sempre gostamos de caminhar de maos dadas, conversar sobre tudo que temos em mente: sobre nosso dia, nossos planos, nossas ideias e tb falar bastante besteira e rirmos muito juntos. Fora que com isso, devido as ruas sobe e desce por aqui na Pensilvania, exercitamos bastante ao mesmo tempo por mais ou menos uma hora, todo dia.

Ontem comentei com ele no meio do caminho, que estar fazendo essa atividade que eh quase exclusiva nossa, quase uma tradicao depois do jantar, me fazia muito bem. Tinha saido de casa com lagrimas nos olhos e estava ali, do seu lado, curtindo a atividade e emocionalmente me sentindo mil vezes melhor. Disse que eu sentia demais falta disso, que era uma maneira de eu esclarecer minha cabeca e me livrar dos meus problemas. Que precisava dele ali caminhando do meu lado. A gente precisa demais um do outro, somos a fortaleza um do outro e voltei pra casa alegre e me sentindo outra pessoa!

Estamos os dois contando os dias... Tenho somente amanha e a semana que vem. E nao vemos a hora!!!!!!!

11 comments:

Chica said...

Ótima contagem regressiva essa!E quanto à viagem, isso é pra ponderae e ver,não?

Temos que aPROVEITAR A VIDA E TB. TER O PÉ NO CHÃO.dIFÍCIL,Não?beijos,chica

Sonho Meu said...

Alguem me falou um dia que a unica coisa que o ser humano consegue fazer em demasia e nao morrer é trabalhar.
Eu discordo e acho que quando se trabalha demais, o resto fica comprometido...amor, diversao, alimentacao, felicidade, familia.
Houve um tempo que a empresa onde minhaa filha trabalhava, esplorava ela ate finais de semana...pagava mais ou menos e ela vivia sem tempo pra cuidar dela, da casa do marido, da alimentcao. graças a Deus, um emprego mais normal, com salario normal apareceu e o resto agora é normal. E é isso que a gente busca no final das contas, ne mesmo ?
Bjs pra ti e boa sorte,

Delma said...

OI Lu

Poxa, quanto esforço, quanto sacrifício...mas no final, vc sabe que valerá muito a pena...agora to lutando para fazer a minha primeiraviagem pras Zooropa...tomara que dê certo.

Um beijão e bom final de semana

Lucia Cintra said...

Elena, entendo e concordo. Mas eu acho que vale muito a pena um pequeno sacrificio temporario pra conseguirmos chegar onde queremos (nossas companias nos recompensam de acordo, nao posso reclamar disso).

Nao eh algo pra sempre e o resultado desse esforco sera e ja esta sendo tremendo! Ja estamos quase la.

bjinhos

camila said...

E horrivel trabalhar num lugar que a gente nao gosta, mas como voce mesma disse, e por uma boa causa. Voces estao vendo resultado dos sacrificios, e ja ja vao poder mudar a situacao. Apesar da sua razao estar te dizendo pra nao viajar ano que vem, eu acho que voce deve viajar sim. Nao olhe pra isso como gastar uma grana que poderia ser guardada, mas sim um investimento no relacionamento e na saude mental de voces.

Lu Souza Brito said...

Lu, eu te entendo. Ainda nao faço os sacrifícios todos que deveria em prol daquilo que almejo, mas a luta para ter a casa propria, as coisas do nosso jeto e tal eu conheço de perto.
Não sei você, mas sou ansiosa e mesmo com muita determinação, tenho as crises de "desespero" como diz meu marido. Fico sensível, choro, mas ai que tendo o nosso love ao lado a gente conversa, supera, faz uma atividade a dois (que engraçado, nossa terapia, digamos assim também é a caminhada, só que aos finais de semana).
E com o apoio um do outro a gente se anima e reforça a coragem.
Força. Tá quase lá!!!!

zzaguiar said...

Já??? Que bom Lú!!! Quem sabe agora vc consegue se exercitar junto dele?!

Beijinhos, zz.

Tatiana said...

Com certeza Lu, essa mudança de horário mudara a sua vida, te deixara mais leve pelo fato de poder conectar com o esposo mais tempo outra vez!!
Tem horas que nos sentimos mais frágeis mesmo e não aguentamos, mas graças a Deus tudo passa e vocês tem um ao outro,que é o mais importante!!Força Lu!!!
Bjs.

Dani dutch said...

Lu eu estou na mesma situação, estamos reformando a casa, e preciso sempre ponderar nas escolhas, vou ao Brasil em janeiro, mas vou sozinha,o Chris disse que vai esperar a reforma terminar pra ir comigo.
Mas assim vamos conseguindo realizar tudo que queremos.
bjuss

Vivi said...

Lu, neste momento tbm tô trabalhando num lugar que não gosto, com pessoas que gosto menos ainda, mas tenho um propósito maior para o ano que vem e ando tbm comprando móveis para minha casa, então tá valendo a pena esse sacríficio temporário. Etpu em busca de uma nova colocação, mas enquanto não aparece, vou ficando e chegando cada vez mais perto do meu objetivo maior :)
Segue e no final vcs terão uma ótima recompensa :)
Bjokas

Fernando Valente said...

Me sinto exatamente como você. Fica dificil pra mim fazer qualquer coisa porque fico pensando "Podia estar lá ganhando um a mais". :(