Friday, September 9, 2011

Aonde voce estava?

Acabei de assistir um show relembrando o tragico evento do 9-11 e estrevistas com as pessoas que sobreviveram o atentado e as familias das vitimas.

E chorei novamente. Da um aperto no coracao, pois nao consigo entender o que ha de errado com as pessoas nesse mundo. O que ha de errado com esses fanaticos religiosos? Porque tanto odio? Juro que nao entendo! Somos todos seres humanos. Todos iguais. Somos pessoas que necessitamos de amor e carinho nessa jornada de vida. Entao porque tanto odio um do outro? E odio sem mesmo conhecer a outra pessoa! E um preconceito sem base em nada. Nao vou me extender com esse assunto de religiao, mas o mundo seria inexplicavelmente e milhoes de vezes melhor se nao existisse religiao. Talvez um dia. Um dia!

Dia 11 de Setembro, 2001...
Eu estava casada por 37 dias. Eu e Al tinhamos ido trabalhar. O dia comecou como outro qualquer. Nao consegui entender o que estava acontecendo ate alguem me falar, pois onde eu trabalhava na epoca, eu nao tinha acesso a televisao ou internet. Os fatos daquela manha estao meio confusos na minha memoria. Ate que ouvi falar que um dos avioes sequestrados tinha caido ao redor de Shanksville, PA. E pronto. Entrei em panico!!!

Shanksville era nada mais, nada menos perto de onde o Al trabalhava. E eu NAO conseguia ligar pra ele. Fiquei sabendo depois por ele que o aviao tinha passado bem ali emcima de onde ele trabalhava. E caiu uns 10 minutos dali. Pedacos do aviao, ou do que sobrou dele foram ate mesmo achados no quintal de um colega de trabalho do Al que morava por ali e ele teve duas janelas quebradas e a porta da garagem tirada do trilho devido ao impacto ter sido tao perto...

Tudo parou por aqui tb. Sai cedo do trabalho. Eu tinha planos de ter ido passar o resto do dia com a minha mae naquele dia, mas nao pude ir, pois fecharam os tuneis... Voltei pra casa e fiquei chocada ao ver e rever as imagens tao chocantes na televisao. Voce fica muda, as palavras nao saem e uma tristeza imensa te invade o coracao.

Uns anos atras fui ate o memorial de Shanksville com o Al, mas ainda nao tinham construido um oficial como eles tem la hoje. Planejamos voltar pra ver, mas vamos esperar o aniversario desse dia de terrorismo passar, pois com certeza vai ter muita gente la nesse final de semana.

Da ate nervoso de ver e saber o quao proximo esse local eh de onde ele trabalhava (marquei em vermelho na foto desse mapa acima). Na epoca, moravamos em Latrobe (circulado em azul no mapa).

Em 2007 eu fui visitar NY com meu pai e minhas irmas. Fomos no site das torres gemeas. Ainda estavam construindo o memorial, mas me passou uma sensacao tao triste ao ver as fotos nos murais, os nomes das vitimas... Essa foto abaixo do soldado fazendo um salut com lagrimas nos olhos, trouxe lagrimas aos meus. Essa foto me toca ate hoje!

A foto da destruicao de partes do metro tb me deixou impressionada. Eu fiquei ali vendo aquilo tudo, quieta. Voce notava que as pessoas tb por ali estavam quietas... Nem imagino como deve ter sido visto ou experienciado esse dia ali de perto. Uma outra placa dizia que o memorial estaria pronto em 2009. Nem sei se ja acabaram de construi-lo.

Triste isso. Algo sem motivo, que nao faz sentido ter acontecido. Volto a perguntar: Porque tanto odio?

E voces? O que faziam e onde estavam nesse dia?





























11 comments:

Felina said...

sempre pensei tb q as religiões eram o grande mal do mundo, hoje penso que o grande mal do mundo somos nós seres humanos mesmo, que usamos de artifícios para deixar aflorar o que há de pior dentro de nós, e esses e tantos outros usam da religião como desculpa, eu nesse dia estava fazendo estágio em Porto Alegre e estava na hora do meu almoço, comia no MacDonalds e vi aquela cena horrível na tv, sem entender o que estava acontecendo, ao voltar pro trabalho ficamos a tarde toda em frente a tv tentando entender o que estava começando a acontecer com o mundo, qdo fui a NY tb fui no local das torres, no memorial dos bombeiros, dá uma tristeza que não existem palavras pra dimensionar a dor, o ser humano realmente é seu próprio predador.

Rafaela said...

Eu estava assistindo aula na faculdade quando de repente uma amiga de sala que estava no hall tomando café entrou gritando na aula dizendo que tava tendo kamikazi em ny. No hall da facul tinha uma tv e ela quando viu o 1° avião foi avisar à turma. Saimos todos correndo pro hall e vi o 2° avião. Até então eu não tava entendendo nada, não sabia a razão daquilo. Mas lembrei logo da minha família e vim pra casa pra tentar ligar pra eles. Desespero total pq eles ficaram sem telefone o dia todo.Meu pai só conseguiu me ligar no dia seguinte! Foi quando acalmei! Estive no ground zero ano passado e a sensação deve ser a mesma de quem passa por lugares de guerra na Europa: vazio!

Rafaela said...

Ah, esqueci de dizer: viajei pra NJ 2 meses após ao atentado, contra a vontade da minha mãe. Ela ficou desesperada aqui achando que iriam acontecer outro atentados!

Judy Kennedy said...

pôxa Lu eu ia mesmo perguntar se esse 4° avião tinha caído perto de vcs... hoje revi o filme e é terrível imaginar o q esses passageiros sentiram! Naquele dia eu estava assistindo as news no canal fechado e assisti ao vivo o 2º avião atingindo a 2ª torre. Tinha um evento de fotógrafos por lá de maneira q mtas fotos desse 2º ataque foram tomadas. Eu mal podia acreditar no q tinha visto. Eu vi a construção das torres...

MeandYou said...

Poxa, sinistro, não sabia que o Al trabalhava tão perto do desastre!
Bem, esta é a pergunta que muitos estão fazendo nesta semana, pois o que aconteceu marcou o mundo e a forma como vivemos hoje.
Também concordo contigo que as religiões são o grande mal da humanidade, prefiro pensar num mundo sem religiões e sem fronteiras. Um mundo onde todos pudessem circular e fossem iguais, quem sabe uma só língua para melhorar tudo.
Eu estava acordando e com minha xícara de café nas mãos,preparava-me para sentar-me à mesa da cozinha da minha casa de Petrópolis - morava lá nesta época. Junto à cozinha tem a sala de TV e eu liguei a mesma para assistir dali da cozinha, quando vi o que estavam mostrando do primeiro avião, pensei que era um filme, mas quando vi o logo da CNN ao Vivo na Globo, fiquei ligada e em seguida vieram os outros ataques. Engoli o café da manhã, peguei o telefone e liguei pro marido que estava em reunião naquela manhã na empresa. Tirei-o da reunião e disse-lhe que estava começando a 3a. guerra mundial pelo que eu via na TV. Ele ficou p. da vida comigo, dizendo que estava numa reunião séria e que eu tinha ligado para tirá-lo dela com aquela tolice. Eu disse a ele que não era brincadeira e que fosse procurar uma Tv na empresa porque o assunto era por demais importante. E assim ele fez, daquele momento em diante, não houve mais reunião, nem trabalho. Todos pararam para assistir o que estava ocorrendo aí nos EUA e preocupados com os reflexos disto sobre todo o mundo.
Foi chocante, algo surreal, parecia que a ficção havia se tornado uma realidade difícil de engolir e aceitar.
Os resultados tristes, de tantas mortes ali, foram se perpetuando por estes 10 anos de guerra, desperdício de dinheiro que levou os EUA a passarem estes maus pedaços que estão vivendo hoje em sua crise financeira e a morte de tantos soldados americanos e estrangeiro, sem contar o massacre no pobre Iraque e aos monumentos tão importantes para a humanidade que foram destruídos.
Agora, me responda, você que está por aí e vivencia de perto a vida americana: Vocês acreditam mesmo que Bin Laden esteja morto?
Obama conseguiu engabelar totalmente o povo neste sentido, pois eu e milhares de pessoas não acreditam que este doido varrido esteja morto, afinal não vimos o corpo, não foi mostrado ao mundo.
E porquê?
Bem, este é um dia que ficou para a história da humanidade e dói mesmo pensar em toda aquelas pessoas que foram ali sacrificadas pelo fanatismo religioso e político desses homens.
beijos cariocas

Monica said...

Eh meninas, infelizmente ainda existem muitos que usam a religião para justificar o odio que existe dentro dos coraçoes. A concepçao de justiça para estas pessoas ainda é muito primitivo. Eu estava no Brasil. Levantei cedo para fazer uma caminhada e no meio do caminho, senti uma dor de cabeça absurdamente forte daquelas que te tira até a força para respirar. Voltei imediatamente para casa e tinha uma mensagem do meu irmão na secretaria eletrônica que morava no Rio de Janeiro me pedindo para ligar para ele urgente. Quando ele me contou, liguei a TV imediatamente e vi quando o primeiro avião bateu na torre. Liguei para o meu marido que estava em casa (moramos 20 minutos caminhando do WTC) e que tinha acabado de chegar de viagem e estava dormindo. Ele levantou correndo e foi até o roof do prédio e viu quando a torres cairam. Nem preciso dizer sobre a choradeira do pessoal do predio. Perdemos o contacto por algumas horas porque os telefones estavam todos mudos. Mais tarde, ele me contou que quando retornava de viagem (estava no Mexico) o seu aviao passou praticamente do lado do WTC e ele ficou olhando para as torres. Já em casa (chegou de madrugada) ele já estava deitado quando ouve o barulho do aviao passando praticamente em cima do nosso predio e pensou que só faltava isto, os aviões mudarem a rota e seria insuportável o barulho.
Quando voltei a NY, o taxi passou em frente ao ground zero e confesso que a energia era extremamente pesada ali e por muito mas muito tempo evitava de ir lá. Hoje, a energia é outra e tem fotos do novo "WTC" por todo lado, o que colabora em muito para melhorar o ambiente. Está cada dia mais lindo.

Lucia Maria said...

Web-mae, o infeliz do Osama esta morto e jogado no mar. Ele nao era nem digno de enterro. O presidente tomou uma sabia decisao de nao mostrar as fotos, por varios motivos e eu apoio a sua decisao.

Nao sei porque as pessoas nao acreditam que pelo menos esse mal foi eliminado, junto com outros. E espero que as missoes secretas como essa que o governo tem, continuem eliminando essas pessoas loucas mentais desse mundo!

bjos

Elianne Goff said...

Lu,

Eu ainda estava casada com o pai da minha filha Luisa, vivivamos em Sao Paulo capital. Neste dia pela manha fui trabalhar no colegio Objetivo da Vergueiro eu era fiscal de provas na epoca. Quando estava voltando para casa a pe eu vi tanta gente dentro de bares , padarias e achei estranho . Dei uma olhada curiosa la dentro e vi um predio em chamas achei que era apenas um incedio nao sabia onde ainda . No caminho parei na escola da Luisa para irmos para casa . ao chegar em casa liguei a tv. e so entao entendi a dimensao do problema. Muito triste , nesta epoca meu irmao ainda morava em Miami e minha mae nao conseguiu ligar para ele nas primeiras horas foi um colapso total nas linhas telefonicas.
E disso que me lembro .

bjs,

Bia said...

Eu estava no colégio, e acho que era a hora do recreio. Não me lembro muito do do que fiz durante o dia naquele dias, mas me lembro de ter visto na televisão o aviãos e chocando contras as torres (acho que era o 2o avião) e lembro de ter achado que era um filme. Só depois me dei conta de quão real e tragico era aquilo tudo.

Ellie said...

Oi Lu. Eu ja estava casada e morando aqui em Utah. Eu fazia faculdade na epoca e lembro que quando cheguei na faculdade, tinha uma sala de aula com o telao ligado e tinha um monte de gente chorando. Como eu estava na BYU, achei que o lider da igreja tinha morrido. Entrei na sala de aula e nao acreditei quando vi as torres e o que tinha acontecido. Minhas aulas foram canceladas e eu ia comecar um novo emprego de tarde. Meu chefe me ligou dizendo pra eu so aparecer no outro dia, porque um monte de gente estava indo pra casa.
Meu marido foi pra casa tambem, ficamos vendo TV juntos o dia inteiro, sem acreditar no que estava acontecendo...

Simone Polessi said...

Oi LU, eu estava atendendo uma paciente no meu consultório odontológico, quando a secretária me chamou pra contar o que tinha acontecido. Eu ainda falei: é que a torre é muito alta, o avião deve ter se confundido. Mas aí quando fui até à televisão, constatei que infelizmente o terror havia se instalado . Muito triste e revoltante! Naquele dia não consegui fazer mais nada. Eu tinha ido à Nova Iorque há poucos anos e o primeiro lugar que conheci foram as torres gêmeas. Fui até o topo, filmei, tirei mil fotos e uma coisa marcante era que no restaurante do último andar estava um cheirinho de pipoca delicioso. Aquilo me marcou !! Mil beijos pra você