Thursday, September 1, 2011

Nuvem de lagrimas

Engracado como as coisas podem estar indo bem... ou melhor, como EU posso estar indo super bem por dias, semanas e ate meses e meses afora ate que de repente, aquela saudade te pega de surpresa tao inexperadamente que ate te derruba!

Nunca senti uma dor tao intensa na minha vida ate uns 5 anos e meio atras. Vai alem da saudade. Eh uma dor profunda, la dentro do coracao, trazendo um vazio tao grande que te deixa ate meio sem ar. Doi fisicamente. E esse vazio toma conta do seu ser inteiro por uns momentos... O pior eh a sensacao de incapacidade, de nao ter jeito, de nao ter como te-la de volta.

Sim, o tempo alivia essa sensacao, mas de vez em quando esse sentimento vem assim a tona talvez devido a uma memoria, um cheiro, um breve momento... Talvez vem por vir, assim completamente sem razao.

Hoje foi um desses dias. Digirindo do trabalho pra casa, assim do nada. E partes da letra de uma musica do Chitaozinho e Xoxoro so se repetia na minha cabeca:

"Ha uma nuvem de lagrimas sobre meus olhos
Dizendo pra mim que voce foi embora
E que nao demora meu pranto rolar...

Eh so sua ausencia doendo demais
Da um vazio no peito, uma coisa ruim...

Ah, jeito triste de ter voce
Longe dos olhos e dentro do meu coracao..."

Por mais que eu continue seguindo em frente e esteja conseguindo realizar meus maiores sonhos...

Mae, como eu sinto sua falta! Demais, demais, demais!

--------------------
Update de hoje (2 de Setembro): Estou melhor e de volta ao normal. Esses dias repentinos de vazio no peito acontecem de repente, mas o bom eh que nao permanecem muito tempo. As vezes fica por um dia inteiro, as vezes somente por algumas horas. E tudo volta ao normal. Obrigado a todos pelas pelavras de carinho aqui no blog e por email.

8 comments:

Beth/Lilás said...

Senti daqui essa tristeza e deu-me um nó na garganta, pois imagino a tua dor que parece nunca terá fim.
Eu te compreendo minha queridinha, essa dor fica lá dentro e mesmo que a gente pense que já a esqueceu, volta e meia ela volta.
Sabe, quando isso acontece, eu acho que tem que se sentir até a última gota, não evitar, chorar muito, deixar que as lágrimas lavem seus olhos e sua alma, quem sabe assim o dia de amanhã fique melhor.
E é o que lhe desejo, que seja um dia melhor.
Força!
um abraço grande e muitos beijinhos de boa noite.

Felina said...

eu nem imagino essa dor, mas sei q um dia ea virá, que bom q tu já tá melhor, mas isso faz parte da vida né, a felicidade não existe 24h por dia, 7x na semana, 365 dias por ano, somos feitos de momentos felizes e outros nem tão felizes, beijos no coração e fique vem.

Glau Nott said...

Creio que sentir assim eh normal nao? De vez em quando claro.. mas q bom q volta tudo ao normal no dia seguinte neh? brigado pelos comemnts la no blog, bjao.

Rafaela said...

Lu, sei que essa dor é terrível! Que as boas lembranças possam ser um bálsamo no seu coração!
beijos

Bia said...

Lu, eu sinto uma coisa que acho que deve ser parecida em relação ao meu avô que se foi há 10 anos. Acho que a saudade não passa nunca, só ameniza com o tempo. Fique bem por ai! bjs

Simone Polessi said...

Oi Lu, sempre que vc fala sobre sua mãe, eu choro aqui do outro lado da tela. Tem uma musica do Fagner muito bonita que começa assim: " quando penso em você...fecho os olhos de saudade!!!" Eu acredito que a vida não acaba, então penso eu que esses momentos fortes de saudade é quando ela está ao seu lado te acarinhando...Um grande beijo
Simone

Gisley Scott said...

Lu que aperto! Às vezes me sinto assim em relação ao meu sogro.Ele se foi 7 meses depois que eu e o Matthew casamos.Não tive chance de criar os vínculos como eu queria e qdo estávamos nos aproximando mais, ele se foi de repente. Tem dia que aperta,sabe? Pq ele foi um pai pra mim aqui!Foi ele que disse ao Matthew que fosse ao Brasil e enfrentasse toda a distância pelo meu amor.

Foi ele quem disse que a música do nosso romance era "Right Here Waiting"do Richard Marx...Tô começando a me emocionar.Vou ter que parar por aqui ='(...

Sei que vou terminar esse comentário meio sem sentido, mas quero dizer que embora não tenha sido a minha mãe, ele me faz falta demais!!!

Bjos

Nanci said...

Ai Lu, lendo o seu post foi os meus olhos que encheram d'agua. Me lembrei do meu pai que morreu há mais de 15 anos e eu ainda sinto muito a falta dele. Doi demais mesmo, eu te entendo! Mas ainda bem que vc está se sentindo melhor.
Beijos