Tuesday, May 25, 2010

Pessoas especiais

Antes de continuar com esse post, deixa eu dizer que eu estou bem, viu? rs. So estou escrevendo a respeito, pois foi algo que me veio na cabeca hoje.

Trabalhei e sai mais cedo do trabalho hoje e ao chegar em casa, resolvi sair pra tomar um sorvete com o Al. No caminho de volta, passamos em frente a uma casa funeraria, o que me fez virar pro Al e perguntar se ele lembrava dos dois funcionarios que foram buscar o corpo de minha mae la em casa quando ela faleceu.

Nao sei porque esses dois me vieram na cabeca, mas me lembro que eles foram super profissionais e nos ofereceram um respeito sem igual. Me lembro de todo mundo chorando, Al tentando tirar o Peanut (pug) todo confuso do caminho deles enquanto faziam seu trabalho, mas me lembro tb de ter prestado atencao em como foram atenciosos. Sem igual!

E mencionei pra ele que eu nunca conseguiria trabalhar com algo assim. Vendo morte frequentemente e a agonia, sofrimento e tristeza da familia o tempo todo... Pra mim, eh algo impensavel de se fazer e meu coracao nao aguentaria com o sofrimento alheio. Ele mencionou tb sobre aqueles militares cujo trabalho eh informar a familia da perca de um filho(a), mae, pai, irmao ou irma que perderam suas vidas em guerras ou combates. Nao deve ser algo facil de se fazer tb.

Tiro meu chapeu pra essas pessoas, pois tem um dom especial - isso nao eh pra qualquer um. E tiro meu chapeu tb pra todos os outros profissionais que de uma certa maneira, lidam com situacoes parecidas; um exemplo entre varios: medicos.

Minha irma mesmo eh oncologista e juro que nao sei como ela consegue seguir esse ramo tao nobre, sendo que perdemos nossa mae ao cancer. Talvez termos passado por isso a faz mais determinada a tentar eliminar essa doenca da vida de outra pessoa. Ela eh uma pessoa muito forte e me orgulho de querer lutar pra salvar outras na mesma situacao e ao mesmo tempo participar de pesquisas pra achar maneiras melhores de lidarmos com essa doenca.

Como disse, sao profissoes que requerem um tipo especial de pessoa, pois na minha opiniao, eh um dom muito bonito e essas pessoas sao unicas, sem igual!

5 comments:

Eduardo said...

Sim, Lucinha, na hora que mais precisavamos recebemos um otimo servico da funeraria, atencioso e respeitoso, muito bom. Foi do crematorio perto de Beaver e indicado pela mulher do Bob Manuel.
Um beijo
dad

Chica said...

e COMO É BOM ENCONTRAR PESSOAS ESPECIAIS.NÃO? BEIJOS,TUDO DE BOM,CHICA

Lu Souza Brito said...

São mesmos especiais Lu. Também nao saberia lidar com algo assim.

Wilma said...

Eu também jamais conseguiria trabalhar com algo assim, jamais!!Desde sempre, criança mesmo, chorava horrores nessas situações, nem conseguia ir a um hospital, hoje já consigo um pouco. Tive uma professora q dizia q pessoas assim tem sensibilidade de seda, rasga-se fácil. Deveria ter feito uma terapia pra isso, pois nesses momentos não adianta nada, só atrapalha!!!
Lucia, ainda não consegui resolver meus comentários, já fiz tudo q sei, ARG!!

Beth/Lilás said...

Ah, Lucinha, essas coisas a gente só repara com o tempo e a vivência e você sentiu na pele, por isso valoriza e não se esqueceu.
Muito bem lembrado por aqui esta vocação maravilhosa que algumas pessoas têm, sua irmã é uma delas, pois uma profissão como a dela, além da capacidade tem muito de amor.
Seres humanos maravilhosos esses!
bjs cariocas