Tuesday, August 24, 2010

Para onde vais?

Quem frequenta meu blog sabe que foi praticamente os ensinamentos do John Kehoe que mudaram minha vida e me ajudaram a encontrar o caminho certo a seguir. E o mais importante: Seus ensinamentos me ajudaram a encontrar a mim mesma!

Entao, estou sempre visitando seu site e relendo um dos seus livros que tenho e que o acho maravilhoso. Gostaria demais de poder achar uma versao em portugues pra dar de presente a alguns amigos, mas ja procurei tanto e em vao. Talvez um dia alguem o consiga traduzir pro portugues...

E la estava eu, relendo alguns artigos do seu site quando calhei de ler o seguinte (o texto eh bem maior, mas fica aqui so esse pedaco):

"Voce eh Alice no pais das Maravilhas?

No classico livro de Lewis Carrol, ha uma cena onde Alice esta completamente perdida e nao sabendo para onde seguir, ela pede ajuda pro gato sentado confortavelmente num galho de uma arvore.

"Voce poderia me dizer, por favor, qual caminho eu deveria seguir?", pergunta Alice.
"Isso vai depender bastante de onde voce quer chegar", responde o gato.
"Eu nao me importo muito com a destinacao", diz Alice.
"Entao, nao importa muito qual caminho voce segue", vem a resposta.
"Contanto que eu chegue a algum lugar", Alice adiciona explicando.
"Oh, voce com certeza vai chegar em algum lugar", sorri o gato.

"Eu amo essa parte da estoria. Eh tao aburda e ao mesmo tempo tao parecida com a maneira que vivemos nossa vida. A gente comete um grande erro quando confundimos trabalhar duro e estarmos ocupados, com isso sendo a maneira certa de conquistar nossos objetivos. Assumimos que ja que trabalhamos duro, estamos chegando la. Mas trabalhar duro e tentar chegar em algum lugar sem um objetivo claro e definido em como fazer isso, so estamos enganando a nos mesmo. E quanto mais cedo a gente se der conta disso, melhor".

Eu tb amei esse dialogo da estoria. Me fez lembrar de uns anos atras quando nao sabia pra onde ir, mas teimava em alguem me mostrar o caminho certo, mesmo eu nao sabendo o que fazia esse caminho ser o certo. Eh um tipo de coisa que voce le e que te marca muito, pois parece que fala diretamente contigo...

O texto/artigo inteiro esta em ingles, mas quem se interessar, pode le-lo aqui.

12 comments:

Dani dutch said...

OI Lúcia, tudo bem?
Muitas pessoas vivem assim,..." deixa a vida me levar....", e acredito que precisamos ponderar tudo, tudo precisa ter um meio termo não viver só para o trabalho, viver os momentos sabendo a dosagem certa.
bjuss e otima semana, vou salvar nos meus favoritos o site e depois vou ler ele.

Crica Viegas said...

Lu, definitivamente precisamos saber onde queremos chegar, senão o caminho se torna vazio e sem sentido...nem lemmbrava desse diálogo de Alice, mas é bem apropriado!
Bjs

Mila Viegas said...

Lu,
Existem os livros dele para vender aqui só que em inglês, não resolve muito né? rsrsrs. Tb espero que alguém traduza. Vou ler na integra pelo link que vc indicou.

beijos

Bia said...

Oi Lu!

Não me lembrava dessa parte da Alice, mas faz MUITO sentindo... querer por querer não leva ninguém muito para frente. Ter objetivo é fundamental!

bjs

Beth/Lilás said...

Muito bom mesmo o texto!
Tem alguém por aqui que precisava ler isto, mas até para isso tem dificuldades, não quer se concentrar muito, vive mesmo num mundo de Alice.
rsss
bjs cariocas

Wilma said...

Tive um excelente professor que citava muito esta passagem, mas não me lembro se era o mesmo personagem, ele sempre dizia, se não sabe onde quer chegar, qualquer caminho serve, algo assim.

Isadora said...

Lu depois de tanto cruzar com você em blogs que pessoas em comum resolvi passar aqui para conhecê-la.
A história em si é cheia de intrínsicos e imaginar que a princípio era para crianças. Tantos questionamentos e ensinamentos contidos na entrelinhas.
Um beijo
Isadora

Lucia Cintra said...

Oi Isadora, welcome e obrigado pela visita. Eh engracado como acabamos tendo quase o mesmo circulo de amigos virtuais nesse mundo de blogs, ne? rs

bjos

Liza Souza said...

Lu, muito legal essa parte que vc traduziu. Menina, acho que vou aprender ingles para ler tbm. rs
Beijos

MarciainParis said...

Puxa Lúcia... nunca li um blog na minha vida, acho... fico em computadores o dia todo, meu trabalho exige muita informação, mas blogar, mesmo, never ever... mas simpatizei de cara com você, me pareceu uma pessoa bem aberta e amorosa; além disso, adorei a sua citação do diálogo Alice/gato que ri (lembra do riso do gato da Alice?) - se você não sabe onde quer chegar, pouco importa o caminho! Adorei também a lista de objetivos, acho que vai "clarear" o caminho de muitas/os de seus seguidores.... acho que vou fazer minha lista também!
beijocas,
Márcia

Lucia Cintra said...

Oi Marcia, fico tocada por voce ter se simpatizado comigo assim de cara e gostado do meu humilde cantinho. Seja sempre bem vinda por aqui! bjos, Lucia

Gisley Scott said...

Esse texto é bem reflexivo.Se qualquer caminho vale, então qualquer resultado tb, mas será que qualquer resultado é o resultado que queremos atingir? - isso ficou em mim quando terminei de ler esse post!

Muito jóia!